O senador Otto Alencar (PSD) sugeriu o afastamento do ministro da Justiça, Sérgio Moro, do cargo após o vazamento de conversas dele com o procurador Deltan Dellagnol.
Durante reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, nesta terça-feira (11), Otto destacou que Moro não pode continuar ocupando o ministério.
“Na minha opinião, o ministro da Justiça não pode mais continuar ministro, a não ser que ele coloque, acima de tudo, a necessidade de ter um emprego e jogar por terra, como já jogou, toda sua história de magistrado, que nós todos pensávamos isento e imparcial, o que, pelas últimas informações e notícias dadas como corretas e sérias, não corresponde à realidade”, disse.
O senador líder do PSD ainda acrescentou que houve uma articulação para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fosse condenado.
“Houve, claro, uma concordância, uma intenção de se orientar o Ministério Público na condução da denúncia para a prisão do ex-presidente Lula. Eu não tenho a menor dúvida disso”, afirmou.|Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem