Por Ronaldo Leite - Moradores das comunidades de MUCAMBO (Inhambupe) e BORGES (Alagoinhas) pedem ajuda dos municípios.

Após sete anos que o RL News foi registrar a luta árdua dos moradores das comunidades de MUCAMBO (Inhambupe) e BORGES (Alagoinhas) em enfrentar a decadente ponte de concreto que liga as duas comunidades, o sofrimento continua o mesmo [ vejam aqui ].

“é uma luta diária dos moradores e de quem precisa. Atravessar esta ponte submersa é um perigo que todos passam e as autoridades não fazem nada”, disse Ubaldo Santos, morador da comunidade do "Saquinho".

Ubaldo conhece de perto o problema e há sete anos, então Presidente da Associação de Jovens do Saquinho,  vinha cobrando melhorias dos municípios juntamente com moradores do "Mucambo" e de comunidades do entorno, sem sucesso.

A ponte já é antiga e frágil e, com as últimas chuvas, o leito do rio subiu e a deixou submersa, dando insegurança e impedindo o trânsito de pedestres e veículos. 

Os municípios de Inhambupe e Alagoinhas ao olongo dos anos não deram a atenção devida, segundo os moradores. 

- O RL News está nas redes sociais InstagramTwitter e Facebook. Siga-nos! -

O ex-vereador do município de Alagoinhas, Djalma Santos, fez um registro na ponte e postou em sua página de relacionamento ( facebook) junto com um texto. Veja a integra. 

Percebe-se na foto ao fundo, que passa a pista (asfalto) que leva as comunidades de Riacho da Guia, Matinha, Quizambu, Borges, Conceição entre outras.

Embora os municípios estejam voltados para questão prioritária que é a prevenção contra a Covid-19, os moradores pedem um olhar para esta passagem que é essencial para as comunidades e para qualquer cidadão que deseja usá-la. 



Leia mais notícias em  RL News e siga nossa  página no FacebookTwitterInstagram e Rss
RL News, você vê primeiro aqui! Fotos enviadas por leitor RL News

Fique ciente: O acesso à informação é um direito fundamental previsto no ordenamento jurídico brasileiro no art. 5º inciso XXXIII, bem como no inciso II do § 3 do art. 37 e no § 2 do art. 216 da Constituição Federal de 1988. Ademais, segundo o art. 220, § 1º, da CF/88, nem sequer lei pode criar empecilho à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem