Demora favorece investigados, diz ministro Marco Aurélio

A eventual demora na escolha do novo relator da Lava Jato somente interessaria aos acusados e investigados, por essa razão o ministro Marco Aurélio confia que a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, deve promover a redistribuição aleatória da relatoria, por meio de sorteio em computador, a qualquer dos ministros da 2ª Turma, da qual fazia parte o falecido ministro Teori Zavascki.

O experiente Marco Aurélio lembra que a sequência é básica, no processo penal, por isso paralisar a Lava Jato é “impensável”.

O escolhido por Temer será sabatinado e depois passará pelo crivo do plenário do Senado para ser nomeado e empossado.

Marco Aurélio diz que o País não entenderá uma demora de 9 meses para definição do novo ministro do STF, como no caso de Luiz Fachin.


Ex-presidente do STF, Sidney Sanches sugere que os presidentes da República, STF e Senado se entendam para agilizar o novo ministro.|diariodopoder

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.